quinta-feira, 20 de junho de 2013

Bandidos e Políticos não me representam nas manifestações cívicas

UNKNOWN_PARAMETER_VALUE
foto recebida de um manifestante cívico
(abaixo apresento outras fotos recebidas do mesmo)
Os políticos e os partidos políticos não me representam!
A política representativa já faliu há muito tempo. Os eleitos sempre tiveram interesses próprios ao receberem o voto das urnas. No momento de sua posse ele se esquece totalmente dos seus eleitores e volta todo seu interesse na busca dos recursos (normalmente ilícitos) para acertar contas com seus financiadores, além de amealhar algum para si e para os seus.
Isso parece ser regra na política brasileira. E já faz um bom tempo... e ainda se fala em democracia, estado independente de direito, urna eletrônica (que coisa, hem?)...
Tudo isso para dizer que o meu sentimento, ao ver nas ruas as manifestações populares reivindicando direitos, sendo engrossadas com representantes de partidos políticos, foi de revolta! A sensação foi a mesma quando percebi haver muitos baderneiros, bandidos mesmo, que estavam mesclados aos cidadãos para intimidar e promover baderna, tentando reduzir o gesto cívico que cada cidadão levou à rua...
Neste momento, depois de tantas placas levantadas pelos manifestantes, não há nenhum diferença entre políticos e seus partidos com bandidos e suas quadrilhas. Todos estão explorando a sociedade brasileira...
A diferença, quem sabe, é que o bandido mata este ou aquele de forma distinta, ainda que sem motivo ou razão. O político, por sua vez, causa um crime bem maior ao desgraçar a vida de famílias por usas leis estranhas ou, simplesmente por sua omissão. Seu crime tem consequências difusas...
Por isso, fica meu recado: Bandidos e Políticos não me representam (é fácil ver a diferença entre eles, pois o bandido não lhe pede votos).
Outras fotos do manifestante:
UNKNOWN_PARAMETER_VALUE (8)UNKNOWN_PARAMETER_VALUE (7)UNKNOWN_PARAMETER_VALUE (6)UNKNOWN_PARAMETER_VALUE (5)UNKNOWN_PARAMETER_VALUE (4)UNKNOWN_PARAMETER_VALUE (3)UNKNOWN_PARAMETER_VALUE (2)UNKNOWN_PARAMETER_VALUE (1)
Um conselho a ser seguido pelos manifestantes brasileiros:
"Galera que vai participar da manifestação... Segue uma ideia baseada nas manifestações ocorridas na Argentina: Quando os vândalos começavam a quebrar tudo lá, os verdadeiros manifestantes se sentavam, assim facilitava a ação da policia para reprimir e prender os culpados por esses tipos de ações mesquinhas. Podemos usar isso como ação nas nossas manifestações, pois queremos um país melhor livre de corruptos e leis adequadas para os cidadãos decidirem junto aos governos e não o que sabemos pelas décadas, até hoje, claramente uma "ditadura democrática".











segunda-feira, 10 de junho de 2013

Possível caminho à evolução

wallpaper_ani007

As questões da administração pública podem ser solucionadas com um pouco de criatividade. E trabalho, claro!

Infelizmente parece que a maioria dos administradores públicos têm apenas um foco: criar as condições necessárias para sua reeleição ou fazer seu sucessor, de modo a garantir sua perpetuidade no poder.

Parecem todos macaquinhos amestrados e adestrados no roubo do erário. Sem dó nem piedade! São exímios criminosos, de crimes nem sempre percebidos pela sua matéria difusa…

E todos, sem excessão, apresentam sua carinha simpática, sempre querendo que você lhe ofereça mais banana (voto, melhor dizendo).

Temos de ter responsabilidade em todo esse processo. De nada vale estendermos nosso dedo, apontando outros culpados pela mazela que vivemos e vivem a grande maioria dos brasileiros. Estamos, além de arrogantes e ignorantes, nos transformando num país de medíocres.

Acho que uma das formas de agir ainda é mediante um processo de coleta e disseminação de boas ideias, apresentação de soluções possíveis e dar a maior divulgação possível ao fato; apresentando essas ideias a vereadores, prefeitos, deputados, senadores, etc. Quanto maior o número de pessoas conseguirmos fazer vibrar numa mesma tônica, mais próximo estaremos de um bom resultado.

Um de nossos problemas é a Energia, que vem tendo apagões e, com a expectativa de elevação da demanda a partir da aceleração motivada por obras para a copa, todos teremos problemas. Sem energia elétrica nada funcionará!

Somos totalmente dependente desse tipo de energia!

Ao mesmo tempo vemos os problemas causados pelos lixões e pelo descaso público em relação à gestão do mesmo. Enchentes programadas vêm ocorrendo por conta da falta de educação da população e da inoperância do Estado de um modo geral. O lixo se acumula e causa outros problemas inerentes à população, como doenças e a proliferaão da dengue (por ex.), que é um flagelo, também, na produção econômica das cidades.

Busquei reunir algumas notícias que permitem uma reflexão e, principalmente, o início de alguma ação reparadora, criativa e geradora de riqueza a todos.

Inicialmente faço uma reflexão sobre a nossa grande capacidade de geração de energia renovável, de fonte limpa e praticamente inesgotável. Sobre esse tema veja o comentário em Falta pouco para termos energia eólica – A nossa grande capacidade de geração decorre da abundância de Sol em todo país.

Resolvendo as questões de energia e da gestão dos lixões que estão começando a sufocar várias cidades brasileiras, vale a pena conhecer as soluções relatadas em texto sobre a geração de energia elétrica a partir de resíduos sólidos urbanos ou em forma de educação às pessoas, conforme a reportagem em Santa Catarina, no Dia do Meio Ambiente, nos apresenta.

Quando falamos em educação ambiental o pensamento que vem, normalmente às pessoas é “economizar água”. Sem dúvida qualquer desperdício deve ser evitado, sob pena de ser reconhecido um “estado de burrice e/ou estupidez” daqueles que o fazem. Na realidade – acreditamos – o cuidar do ambiente vai bastante além. Ele depende de uma disciplina de consumo, onde iremos, sem dúvida, gerar menor quantidade de lixo, poluindo menos o meio ambiente e protegendo o local em que vivemos. No site da AMBIENTE BRASIL vemos que é necessário que os municípios acabem com seus lixões até 2014!!!

A meta já nos parece meio inviável, até pela vontade do administrador público estar focada apenas na construção de estádios (ops, Arenas como gostam de denominar esses enormes elefantes brancos).

Vamos acordar para as nossas necessidades e emergências! Vamos convocar os políticos e empresários que possam, de alguma maneira, iniciar e dar seguimento às várias ideias que este grande país ainda oferece.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Sítio arqueológico descoberto em São Paulo


Parece coisa de revista em quadrinhos, daquela época em que as histórias eram bem feitas e nos atraiam sem necessidade de apelações de baixo nível.

A notícia nos revela uma "guerra" que passara a ser travada entre "Tamoios"* e "Aratus"**, que deverá acontecer nas esferas ligadas ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e DERSA.

Esse novo sítio arqueológico foi descoberto durante a obra de duplicação da Rodovia dos Tamoios, no Vale do Paraíba-SP. Conheça maiores detalhes no link: Obra de duplicação da Tamoios, em SP, revela sítio arqueológico.

Vamos aguardar os acontecimentos já que tem sido prática brasileira a promoção da extinção da cultura popular de forma sistemática, fazendo a pasteurização global em todo o país.

Poucas são as regiões brasileiras que ainda preservam sua cultura. Maior destaque para os movimentos gaúchos distribuídos por todo o Brasil pelos CTG (Centro de Tradições Gaúchas) e pelos amantes da música junina, que ocorre - principalmente - na cidade de Campina Grande, na Paraíba, que disputa a condição de Maior Festa Junina do Mundo.

Infelizmente a maioria dessas manifestações culturais vem sendo destruídas por conta de investimentos e patrocínios que vem fazendo com que todas elas acabem se parecendo com os eventos carnavalescos do Sambódromo do Rio de Janeiro...

É pena...