terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Por onde andará Diógenes?



Por onde andará Diógenes? O que foi feito de sua Lanterna?

Por certo deve ter sofrido com o "apagão que o raio causou" um sério problema...

Nada disso... ela já tinha "pifado" há muito tempo. Gastou-se nas noites e nos dias em que, continuada e incansavelmente, buscava alguém Honesto!!!

Encontrei a pessoa da foto num ambiente de fraternidade, entre pessoas que buscavam ajudar ao próximo, trabalhando e levando algum conforto à quem - de qualquer um - necessitava. Era um dia frio, na cidade de Curitiba. Muitos estavam lá para ajudar...

Alguns estavam lá para receber ajuda, ainda que buscando manter sua dignidade...

Nas outras fotos deu para perceber que a maioria estava para ser fotografada, sair na mídia e auto promover-se. E a mídia, por mais estranho que possa parecer... ADORA!

Tenho uma outra foto do mesmo cidadão. Obtida nessa mesma oportunidade (que fique claro que as fotos foram obtidas do site em que se promoveu a realização do evento. Não fui eu quem as fez... Se não revelo a fonte é muito mais por preservação de muitos do que para agrado de uns poucos).


Ficou lindaço... Todo alinhado e com roupas novas e bem alimentado...

Será que ele carregará a Lanterna; como fez Diógenes? Será que ele, agora que foi alimentado e ganhou roupas novas, e até fumo para seu pito, saberá distinguir dentre tantos qual é o verdadeiro honesto?

Sei não... depois que inventaram essa tal de "Esmola Oficial", cheia de nomes bacanas e pomposos(!), ficou difícil encontrarmos pessoas com integridade e ética.

Parece que a população brasileira, que foi honesta por muito tempo (quem nunca ouviu falar em pessoas que faziam negócios apenas com o "fio do bigode"?), passou, logo após a nova fase da "democracia" chamada de "Nova República", a adotar uma nova fisionomia.

No livro "Os Miseráveis", diz Victor Hugo: "- É das feições dos anos que se compõe a fisionomia dos séculos".

Neste nosso pedaço de século não há mais espaço para Diógenes. Mais fácil achar uma agulha num palheiro, do que encontrar alguém, mesmo com origem humilde e alguma formação de "berço", que não tenha sucumbido a tamanhas  facilidades que o Poder Corrompido de nossa República tem para "comprar" cada uma delas. Mesmo que humildes e honestas, de certo, há a dor da fome (causada especialmente pelos mesmos políticos integrantes desse, cada vez maior, Poder Corrompido). E, dessa dor, só se escapa de duas maneiras: ou comendo ou morrendo.

A escolha natural é "Viver"! Por isso precisam comer...

E, para comer, são coagidos a vender seu voto, sua alma, seus valores...

Até quando será possível suportar tanto mal que esse suposto bem pretende fazer?

Ah Diógenes... Quisera que tua coragem e altivez voltassem a reinar, ou a inspirar a alguns poucos que comecem a repensar seus atos, compreendendo o quanto favorecem para que se perpetue esse roubo constante e sem fim... sem qualquer esperança de justiça ou de punição...



Segundo o Presidente, num discurso recente, ele declarou que pretende tirar o povo da "m*rda". Pena que ele não percebe (ou faz de conta que não percebe e assim engana a todos) que ele está entregando o país para outros... não importa quem, nem como, nem quando. É o maior entreguista deste País! (eu ia dizer nação... pelo andar da carruagem jamais nos tornaremos Nação. Para que isso ocorra são necessários alguns componentes básicos, que estão cada vez mais minguados, por conta dessa absurda forma de manter-se no poder, que foi inaugurada pela Nova República)

Um dia conto a minha versão sobre como tudo isso começou...

Só que já é outra história.